existe sempre alguém ...passo e fico como o universo...
08
Ago 08
publicado por alemvirtual, às 23:22link do post | comentar

"Eu sou eu e a minha circunstância" Ortega y Gasset

 

Não sou determinista. Creio que privilegio uma abordagem sistémica e um modelo ecológico na interpretação do mundo e do comportamento. Sem querer entrar em campos do conhecimento que nada têm a ver com o que devia ser o teor de deste espaço (à primeira vista), ainda assim, considerei esta referência como pertinente na tentativa de justificação do meu agir (ou falta de acção), ao longo dos últimos tempos.
 
Há imenso tempo que não treino. Motivos não faltaram. Os que existiam, de facto, e condicionavam o tempo para tal e aqueles inventados como pretexto para não o fazer. As razões não importam, importa mais avaliar o resultado. Nada. Nada, vezes nada, em prol de umas passadas de corrida, no calendário agendado.
 
Estes últimos quinze dias tinham sido uma excelente oportunidade para recomeçar. Podiam ter sido, mas não foram.
No saco, antes de rumar feliz e contente para a minha terra, enfiei as sapatilhas e o resto do equipamento. Conforme foi, assim veio. No entanto, a minha motivação era grande. Pensava eu realizar treinos fabulosos e regressar em boa forma. Fraca motivação esta que não passou de uma intenção não concretizada.
Mas como "eu sou eu e a minha circunstância" vou desculpar-me uma vez mais.
Aqui, onde resido habitualmente, é normal ver pessoas a correr. Homens e mulheres, na pista, nas estradas e nos parques.
Lá, onde resido pontualmente constato que a cultura do atletismo amador ainda não se instalou. Até há bem pouco tempo atrás, também eu engrossava o número dos que achavam a corrida uma maçada. Coisa de doidos. Lá ir até ao ginásio a uma aula de uma qualquer modalidade ou a uma sessão de treino dirigido, isso sim. Era normal, sinal de modernice e com um quê de coisa chique. Mais uma afirmação de satus que propriamente pelo prazer da actividade. Era um mal necessário. Para as senhoras porque se queriam enfiar em modelos justos de licra (nada pior para realçar as gordurinhas indesejadas). Para os homens, porque suar um bocado e fortalecer os bíceps ainda funciona como atracção sexual. E tudo não passa de um jogo de sedução.
 
Como ia eu pôr-me a correr nas ruas da cidade onde só se vêem saltos altos e cabelos ainda a deitar fumo dos secadores profissionais? Faltou-me a coragem. Claro que se a vontade fosse muito teria vencido o ambiente desfavorável, mas...
Se não posso correr nas ruas, resta-me o Parque do Bonito. É um espaço verde e agradável para a prática de actividades ao ar livre, mas... Outro mas. É um lugar pouco frequentado para não dizer, na maior parte das vezes deserto. Conta com jovens namorados e "famílias felizes" a brincarem com os rebentos, ao fim-de-semana à tarde. Encontrar outros corredores pela manhã cedo ou ao cair da noite, isso já é coisa rara. Medricas como sou...Vale mais ficar em casa.
Ainda tinha o Parque Almourol. Um local lindo após o embelezamento das margens do Tejo. No entanto é um espaço para passeio, não para corrida.
Ir correr para Constância? Sim, era uma possibilidade. Mas ainda sou mais conhecida lá que no Entroncamento. Que diriam ao ver-me correr por ali sozinha? Endoideceu de vez. E já sei os motivos que imaginariam para isso ter acontecido. Não andariam muito longe, mas não. Ainda não endoideci. Acho que estou cada vez mais lúcida.
Posto este raciocínio e a minha auto-avaliação, sou levada a tentar dar razão ao inocente do Zé-Povinho (no qual eu me incluo). Talvez seja sintoma de loucura momentânea, penasr que sem treinar, quero cumprir o calendário de provas que me proponho fazer. Talvez...
Eu sou eu e a minha circunstância. E a minha circunstância teve tanta força que condicionou (sou branda, não gosto do determinou) as sessões de treinos espectaculares que queria fazer nestes primeiros 15 dias de Agosto.
 
 www.parquealmourol.com/...conteudos/Image/9-Parq
 

Parque Almourol - Barquinha

Parque Ambiental de Santa Maragarida - Constância
PARQUE DO BONITO - Entroncamento

 

www.cm-entroncamento.pt/.../Foto12.gif

 

 

O Tempo pergunta ao tempo quanto tempo o Tempo tem... 

 


Olá,
Quero lançar daqui o meu incentivo para que esses treinos tenham a regularidade desejada independentemente do local onde nos encontramos ou das pessoas com quem nos cruzamos.
Afinal, corremos porque gostamos dessa actividade que nós faz sentir muito vivos.
Encontramo-nos um destes dias numa qualquer corrida.
On-line, o meu blog é http://correcomalma.blogs.sapo.pt/
Beijos e bons treinos
ppmiguel a 10 de Agosto de 2008 às 17:27

Aproveita atua circunstância,ela é a tua companheira.
Vive com ela e viverás bem.
Tu és a própria circunstância ,tu a criaste,tu a moldaste, vive com ela e para ela.
LM
vivereiparati a 15 de Novembro de 2010 às 11:08

mais sobre mim
Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO