existe sempre alguém ...passo e fico como o universo...
31
Jan 09
publicado por alemvirtual, às 21:11link do post | comentar

 

Parque do Bonito - Entroncamento

 

 

Para além do virtual

 

 

Nem sempre o tempo permite concretizar o que se pretende fazer. Outras vezes, não é o tempo, seja ele climatérico ou o tempo que o relógio marca na marcha dos ponteiros. Talvez  seja antes a falta daquele "não sei quê" dentro de nós; a motivação, a determinação, a vontade de agir, ou simplesmente a força anímica para prosseguir. Assim sendo, esta "estória" das corridas não tem tido história nenhuma.

 

Ontem, fui até ao Bonito. O céu carregado de grossas nuvens cinzentas deixava adivinhar uma chuvada, daquelas que refrescam a mente, encharcam o corpo e inundam as bermas dos caminhos. Gosto de correr à chuva. Gostar, gosto, mas correr é coisa que se tornou quase impossível. Apenas uma volta ao Parque e esgotaram-se as forças.

 

Decepcionadas, as nuvens vingaram-se. Apenas uns pingos... A chuva não caiu e eu não corri.

 

Votei para casa frustrada comigo mesma. Ontem, nem toda a vontade do mundo pemitiu que corresse.

O corpo não obedece e a chuva só cai quando bem lhe apetece. E apeteceu, pouco depois. Uma tarde escura de chuva que deixaria qualquer um mais triste que o próprio dia. Um dia quase noite...

 

 

Recomeçar tem-se revelado mais difícil que começar. E até parecia fácil...O corpo pesa chumbo (e afinal estou tão magrita!!), a respiração é difícil (tenho fumado muito), as pernas cansam-se (só servem para segurar os pés e estes os sapatos)...

 

Hoje, pela manhã, lá fui eu mais uma vez.  Sem chuva, com um sol quase primaveril. Enquanto  me arrastava (consegui três voltas, com muito custo!!), recordava a outra Paula que corria.

Três ou quatro meses de inactividade não se recuperam de um dia para o outro. E foi com este pensamento que tentei reencontrar a leveza de outrora...claro que não consegui. Não se encontra na curva do caminho. É preciso insistir, insistir...quem me visse, ofegante, vermelha, com passinhos miudinhos, diria "coitada!!", mas eu limitava-me a sorrir para mim mesma, ou para as árvores despidas e dava um passo mais. Não desistir. É esta a força que uma "estrelinha azul" sopra dentro de mim.

 

Da próxima vez, os descarados dos patos bravos não vão ficar impávidos e serenos na beira do açude! Hão-de fugir, voando assustados, tal vai ser o intrépido dos meus passos de corrida! Ai vão, vão...

 

Domingo, dia 8 de Fevereiro, terá lugar o Grande Prémio do Atlântico, onde estive em 2007 e 2008.

Eu bem digo que 10 Km agora será "missão impossível", mas...

 Por onde corri...

imagem retirada de: http://www.cm-entroncamento.pt/NR/rdonlyres/00001d43/bmunirqtgmesnjutercbpsjodzdivpuq/Foto12.gif

 

Depois deste pseudo-treino fui mais uma vez a Constância, mas desta vez, parei o carro junto da Câmara Municipal. Andava há muito tempo a ganhar coragem para interpelar os serviços sobre a concessão de sepultura perpétua da campa onde repousa a minha filhota. Claro que os laços de amizade contam e, muitas vezez, contam para nos conter... Com calma (alguma) lá me dirigi aos serviços respectivos, na qualidade de cidadã. Não satisfeita com a resposta, pedi uma entrevista com o Presidente, o que prontamente me concedeu.

Afinal, parece que o impedimento não reside na autarquia, mas numa qualquer aprovação que uma qualquer Comissão Coordenadora de Lisboa e Vale do Tejo, demora em dar... Tanta Comissão neste país! Tantos estudos e projectos! Tanto tempo... A Câmara espera há 2 anos por essa resposta e eu espero há 17 meses! Tantos quantos os meses decorridos sobre o falecimento da minha "estrelinha azul". Vou insistir. Insisitir até tornar a sua última morada algo mais digno de si. Por enquanto, ela continua sob um pedaço de areia...

img507/7571/nve00029zj6.png

A minha "estrelinha azul"; minha força, minha vida, minha filha


Paula fico muito contente com este teu recomeçar.

Correr e escrever, escrever e correr... pode ser nada, mas também pode ser ... tanta coisa!

Ver-nos-emos na partida do Atlântico, mas não julgues certo o desenrolar da corrida a meu favor.

É que como tu, estou a tentar recomeçar, e sinto-me tambem muito pesada a correr, mas no meu caso, estou MESMO pesada...

Um grande beijinho e vai treinando

Ana
Ana Pereira a 31 de Janeiro de 2009 às 23:45

mais sobre mim
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO