existe sempre alguém ...passo e fico como o universo...
18
Mai 09
publicado por alemvirtual, às 14:25link do post | comentar

Domingo, 17 de Maio de 2009

 

 

Dia de "Prova". Mais uma corrida, mais uma página a escrever no livro de memórias, das memórias que vão ficando...

 

A Corrida chama-se JOVEMAIO. A localidade FANQUEIRO. O Clube ÁGUIAS UNIDAS...

 

Faz lembrar voos livres e voos de asas cortadas. Sou mais uma ave num bando que se uniu...Não seremos águias, não seremos certamente aves de rapina. Talvez umas pacíficas gaivotas.

É. Decididamente, seremos gaivotas. Agrada-me. Sou uma gaivota, num bando de gaivotas, vigilantes à beira-mar. Gosto do cheiro do mar. Gosto de me lançar em voo picado, vertiginoso sobre a crista branca das ondas. Gosto de planar sobre a água. Gosto de olhar o espelho salgado e ver uma outra gaivota, acompanhar todos os meus movimentos, cada gesto, cada suspiro... Sim, que as gaivotas também suspiram.

Nessas alturas, fantasio que essa gaivota não sou eu, não é o reflexo da minha imagem.  É outra e está sempre lá. Bem, sempre não. Quando o céu fica cinzento e o mar revolto, procuro-a, mas não a vejo. Terá fugido? Ter-se-á escondido? Não, não me abandonaria. (?) Não sei. Desaparece e eu fico sozinha, lutando contra o vento forte, tentando alcançar a areia. Lá, o bando espera-me.

Então, volto à realidade. Sei que essa gaivota não existe, sou eu, apenas eu. Eu e um sonho. Mas vou continuar  a procurá-la quando as águas amainarem e o sol vencer as nuvens. Farei de conta que ela esteve sempre lá e eu estive distraída...dir-lhe-ei apenas:"Olá gaivota", como se nunca se tivesse ausentado...

 

Não sou gaivota. Mas tal como as gaivotas sonham, as pessoas também sonham. E a vida das pessoas é parecida com a vida das gaivotas.

 

Ontem corremos em "bando". Um grupo de amigos do Clube do Sargento da Armada. Muitos destacam-se porque voam mais rápido. Temos muito orgulho neles. Mas nós somos vagarosos. Há gaivotas lentas e gaivotas rápidas.

Nós, eu, o "chefe" Fernando, o António e o Alexandre fizemos a prova em 57min e 34 seg.

Uma prova muito bonita, num percurso muito bonito, a fazer lembrar o campo, apesar de tão perto da cidade... Em dia de festividades pelo 50º aniversário do Cristo-Rei, um dia depois de eu completar 46 anos, dois anos depois de ter celebrado esse dia com a minha "estrelinha azul", com balões, flores e vinho na belissíma povoação de Alegrete, estive mais ou menos "alegre" porque tenho um bando que me espera...e um filho maravilhoso que torna precisosos cada segundo do meu dia.

 

Não tenho fotos, mas fica aqui uma do ano passado com o meu filhote, na edição anterior desta prova:

img139/1899/dscn0549ft7.jpg

 

Nota: um aspecto negativo que nas edições anteriores em que estive presente não aconteceu foi o facto de circular o trânsito enquanto decorria a prova. Chegou ao cúmulo de haver as duas faixas de rodagem ocupadas com veículos, pelo que numa rotunda, não me contive e perguntei ao polícia (aliás, agentes havia bastantes; tudo 100%; não sei o que "falhou"):

- Sr. Polícia, páro eu ou os carros??

 


Olá Ana Paula
parabéns pelo aniversário e pelo dia "mais ou menos alegre"...
Parabéns também pela prova.
As palavras claro muito bonitas como sempre.
Obrigado também pela presença lá no blog e pelas palavras.
Boa semana.
Beijinhos da família Almeida.
António Alemida a 18 de Maio de 2009 às 17:39

Olá amiga Paula, como sempre dedica-nos um belo texto cheio de intensionalidade e sentido que bem pode ser um bom estímulante para a corrida que vou ter no próximo Domingo na Costa da Caparica, com areia, mar e gaivotas por companhia.
Parabéns pelo aniversário, pela corrida e pelo filho que tem.
Um beijo do Pára.
Joaquim Adelino a 18 de Maio de 2009 às 23:39

Olá Paula

Parabéns por mais esta prova.. Parabéns pelo aniversario... quero bolo

mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29



pesquisar neste blog
 
blogs SAPO