existe sempre alguém ...passo e fico como o universo...
18
Nov 10
publicado por alemvirtual, às 21:13link do post | comentar

 

Eles são duas crianças a viver esperanças, a saber sorrir.
Ela tem cabelos louros, ele tem tesouros para repartir.
Numa outra brincadeira passam mesmo à beira, sempre sem falar.
Uns olhares envergonhados e são namorados sem ninguém pensar.

Foram juntos outro dia, como por magia, no autocarro, em pé.
Ele lá lhe disse, a medo: "O meu nome é Pedro e o teu qual é?"
Ela corou um pouquinho e respondeu baixinho: "Sou a Cinderela".
Quando a noite o envolveu ele adormeceu e sonhou com ela...

 

(Refrão)
Então,
Bate, bate coração!
Louco, louco de ilusão!
A idade assim não tem valor.
Crescer,
Vai dar tempo p'ra aprender,
Vai dar jeito p'ra viver
O teu primeiro amor.

Cinderela das histórias, a avivar memórias, a deixar mistério.
Já o fez andar na lua, no meio da rua e a chover a sério.
Ela, quando lá o viu, encharcado e frio, quase o abraçou.
Com a cara assim molhada, ninguém deu por nada, ele até chorou...

 

(Refrão)

 

E agora, nos recreios, dão os seus passeios, fazem muitos planos.
E dividem a merenda, tal como uma prenda que se dá nos anos.
E, num desses bons momentos, houve sentimentos a falar por si.
Ele pegou na mão dela: "Sabes Cinderela, eu gosto de ti..."

 

Cinderela, Carlos Paião

Lindo... há lindas "coisas pirosas"

 



Ai ai ai... levas-me há uns anitos atrás, andava a minha menina ainda na Pré, e na festa de "Finalista" fez ela de Cinderela, dançou e encenou ao som desta canção, com o Gui...um menino travesso mas absolutamente apaixonado pela menina e a ela rendido na inocência e beleza dos seus 5 anos de idade, ai... lindo, lindo, lindo.... acho que não haverá muito mais coisas, assim, belas, que guardo no coração.... :)

Nunca mais ouvi esta canção da mesma forma. Pirosa? E depois?

Um beijinho Paula

Ana
Ana Pereira a 18 de Novembro de 2010 às 23:47

Olá Paula.
Esta é uma das mais bonitas canções que o talento do Carlos Paião conseguiu criar. Até parece que é simples fazer isto. Genial.

Olhe, sem querer, de certa forma imitei-a ao ir buscar uma canção de que também gosto muito para pôr no cidadão. É que, às vezes, se não há assunto na Corrida, não vem grande mal ao mundo se falarmos de outras coisas de que gostamos. Não podemos ser fundamentalistas,eheh.

Beijinho
Fernando Andrade a 19 de Novembro de 2010 às 00:32

olá! como é que te sentes? sabes que tenho essa música no meu Mp3 ? eu adoro essa música, e as outras que ele cantava. beijos e um abraço. cont. de um bom fim de semana
nuno a 20 de Novembro de 2010 às 22:15

Olá amiguita Ana!

Uma linda música/letra de um cantor que admirava pela sua simplicidade e modo de estar, segundo conhecidos iam para as urgências do Hospital a cantar e a espalhar alegria! E pelos vistos também tinha alma de atleta, inesquecível a sua actuação no Festiva da Eurovisão quando cantou de ténis o play-back!

Adoro o pó de arrroz lol

Um grande beijito!
Fábio Dias a 23 de Novembro de 2010 às 19:49

mais sobre mim
Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
19
20

22
23
25
26
27

28
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO