existe sempre alguém ...passo e fico como o universo...
05
Dez 10
publicado por alemvirtual, às 17:48link do post | comentar

 

 

A saudade meu amor

É o martírio maior
Da minha vida em pedaços
Desde a tarde desse dia
Em que ao longe se perdia
Pra sempre o som dos teus passos

Saudades fazem lembrar
Silêncios do teu olhar
Segredos da tua voz
E essa antiga melodia
Que o vento na ramaria
Murmurava só pra nós

Lembras-te daquela vez
Quando eu cantava a teus pés
Trovas que não tinham fim
Quando o luar prateava
E quando a noite orvalhava
As rosas desse jardim

Jardim distante e deserto
Sinto tão longe e tão perto
O passado que te ensombra
Devaneio, irrealidade
Silêncio, sombra, saudade
Saudade, silêncio e sombra

 

(Fado de Teresa Tarouca)

 

Dezembro de 2007

A nossa "Lisboa"

Rua das Escolas Gerais; Sede do Clube do Sargento da Armada;

 

 

 


A saudade é a memória do coração e pelas fotos abriu um brecha no meu .
Sou primeiro sargento da Armada na reforma extraordinária.
Excelente fado de Fado de Teresa Tarouca

Abraço.
manuel marques a 5 de Dezembro de 2010 às 20:16

Muito se sabe por aqui (leia-se internet) - e em tom de brincadeira:-)

Com que então o Manuel é "Sargento" e não tinha dito nada!:-))

(estas receitas de arroz são uma surpresa:-))

Abraço a partir de Constância
alemvirtual a 5 de Dezembro de 2010 às 20:37

Desejo que o seu Natal seja brilhante de alegria, iluminado de amor, paz e harmonia.

Feliz Natal.

Abraço.

manuel marques a 11 de Dezembro de 2010 às 19:32

mais sobre mim
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO