existe sempre alguém ...passo e fico como o universo...
26
Mar 11
publicado por alemvirtual, às 18:22link do post | comentar

Continuo a manter projectos arrojados. Desde as Lezírias que não corria. Por um motivo ou outro, nem sempre o treino acontece. No próximo domingo, tenciono participar nos mini Trilhos do Almourol. Chamam-lhe "mini", mas para mim, 21 Km sem preparação é um projecto arrojado (ou louco). 

Ontem corri. 51 min contínuos.

 

Era a hora mágica entre o final do dia e o início da noite. Quando as sombras começam a ganhar terreno e se projectam nas valetas e nas curvas dos caminhos. Era a hora das aves regressarem aos ninhos e de devolverem a quietude aos campos.

O céu tinha clareiras como as clareiras abertas na terra. Olhava para o amontoado de nuvens escuras, de um tom quase negro, e esse negrume contrastava com o metálico dos espaços abertos e límpidos. Creio que a luz difusa que me envolvia partia daí. Pequenos rasgos para réstias de claridade.

Tinha deixado para trás as ruas que se enchiam de gente. Regressavam a casa, após um dia de trabalho. Em passo lento, olhando as montras coloridas. Talvez saboreando a tranquilidade desta cidade de província. Ruas com uma nota humana. 

Corria guiando-me pelo reflexo das poças de água no caminho e pelo tom esbranquiçado da terra ao lusco-fusco. Era campo aberto. Mas em breve tinha penetrado num domínio que creio estar abandonado. Uma estrada que não era mais que um vestígio. Esburacado. Respirava-se o ar de um esplendor que não existe. Um caminho que se sentia antigo e velho. Velho não condiz com a sensação de abandono que embebe o espaço; antes decrépito e moribundo. Vêem-se construções antigas que deveriam ter sido casas de suporte à quinta. Casas senhoriais. Fachadas de Capelas. Tudo escuro, vazio, sem vida.

Árvores centenárias abraçam-se nas copas. As marcas de outros tempos assumem, agora, um ar fantasmagórico.

Recordo-me das histórias de almas do outro mundo que penavam atormentando as pessoas. Dizem que, por aqui, aparecia um cavalo sem cabeça. Ouvia-se primeiro o som dos cascos para depois surgir aquele ser galopando desvairado pelos campos.

Estas histórias deviam ser favorecidas pela escuridão da vida e pela pacatez do povo. Eu gostava de as ouvir na infância. Comprimia-me contra os braços da minha mãe e fascinava-me com relatos assombrosos. E, enquanto corria pelos mesmos espaços, olhava em redor esperando, a qualquer instante, morrer de terror. Mas não vi nenhum fantasma. Apenas estrelas no céu e as luzes da cidade que se aproximava de novo.

 

Tenho de voltar a treinar esta semana.

O caminho...

A Quinta da Cardiga...

(imagens retiradas dettp://www.unipg.it/COSTactionA27/parks-activities/medio_tejo/images/images/9.jpg)


Como diria Sttau Monteiro:Quando já não é dia e ainda não é noite...

Abraço.
Manuel Marques a 26 de Março de 2011 às 20:55

Sítios fantasmagóricos esses, mas lindos, a inspirarem quem passa e quem os vê assim, desconhecidos mas atractivos, a chamarem.

O que interessa mesmo é que treinaste! E o que interessa também é que manténs esses projectos e leva-los a cabo!

E os fantasmas não estão nem existem, para além de nós mesmos. Nós os criamos e nós os alimentamos.

Um beijinho Paula, e um dia destes ainda vou treinar contigo aí, por essas paisagens fantasmagóricas ou não, se as enchermos de sol, que dizes?
Ana Pereira a 26 de Março de 2011 às 21:03

Digo-te que é uma excelente idéia, Ana! Vem passar um fim-de-semana cá e prometo que iremos correr por estes sítios lindos.
beijinhos


Manuel,

Abraço.

Quando ainda se é, mas não o que se foi...
alemvirtual a 26 de Março de 2011 às 22:24


Treinar com estes locais, deve ser muito bom. O campo é muito melhor que a cidade, especialmente pelo espaço aberto. Treinamos muito assim aqui na Holanda.

Continuação de bons treinos !!

Um abraço dos Xavier's
José Xavier a 28 de Março de 2011 às 21:52

Amigos, Xavier

Por acaso, foi dos melhores treinos que fiz ultimamente. No campo e em terra batida é sempre bom. Aproxima-se mais do tipo de corridas que gosto.
Bons treinos e boas provas
alemvirtual a 29 de Março de 2011 às 23:37

mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25

27
28
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO