existe sempre alguém ...passo e fico como o universo...
31
Jan 07
publicado por alemvirtual, às 10:22link do post | comentar

 

 

Nasci e cresci perto da confluência de dois rios. Cenário idílico de uma paisagem bucólica e romântica... O verde das margens concorre com a transparência das águas e o azul do céu.

Sou parte integrante desta natureza. Foi aqui que fui criança e me tornei mulher. Sentada no tapete fofo dos campos ou sob a copa de um salgueiro, ouvindo o rumorejar das águas, olhava o horizonte e deleitava-me. Deleite puro, feito de  sonhos criados e vividos em  breves instantes que desejava serem eternos... Nesse tempo, ainda não conhecia o gosto amargo dos sonhos destruídos, desvanecidos, usurpados pela amargura de uma existência sofrida. Afinal, quando se sonha, sonha-se em cores alegres como paleta de artista...

Eu sonhava e vivia.

Terra de poetas e pintores de ontem e de hoje...de gente simples, de sorrisos fáceis, de palavras amigas... Terra com história, terra de saberes e de sabores.

Foi na confluência dos rios que se cruzaram destinos...Unidos como estas águas claras, lançando-se num abraço inseparável, assim um olhar buscou o outro, as mãos alcançaram-se... entrelaçaram-se em silêncio.

Quebra-se o silêncio para dar testemunho de uma vida...tantas vezes é o silêncio que fala...

Palavras sempre poucas, sempre pobres perante a imensidão dos sentimentos. O coração sussura, afaga, acalenta, grita, angustia-se, desespera...O coração vive, mas nem sempre há palavras.

Há sonhos e palavras por desvendar. Para além do virtual continua alguém teimando em sonhar...

A.P.


mais sobre mim
Janeiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO