existe sempre alguém ...passo e fico como o universo...
27
Out 08
publicado por alemvirtual, às 21:08link do post | comentar

 

Se Almeirim é parte do coração do Ribatejo, o Ribatejo é, sem dúvida, o coração de Portugal. Batidas pulsantes de vida, em cada canto e recanto desta pacata cidade, assumiram a forma de gente. Gente que adornou as janelas, que saiu à rua, que aplaudiu, riu e cantou, enquanto durou a festa da corrida.

A festa nasceu cedo, correu à tarde e dançou à noite. 

E quando a festa partiu, braços cansados trabalharam noite dentro para devolver à cidade o asseio das ruas empedradas. Na outra manhã, nessa manhã que tarda em chegar, devolve-se o sossego à brancura das paredes.

As batidas frenéticas abrandam. Regressa a calmaria e o convívio em torno da panela que fumega, no aroma de feijão cozido que se espalha e do pão quente que sai do forno. O ritmo é, novamente, marcado pelo sol que se levanta, nos cachos de uva colhidos, nos melões que refrescam a tarde, na chuva que lava os campos e na geada que branqueia o caminho.  Até à próxima festa ...

 

Cartaz da prova

 

Foram 56 atletas inscritos para a Taça dos Clubes Campeões da Europa, 841 para a Meia Maratona e 1316 para a Mini que alinharam à partida pelas 16 horas. O sol quente de um Outono absurdamente estival dificultou um pouco a tarefa que cada um se propunha cumprir.

Uma prova que prima pela excelência na organização, na abundância de "mimos" aos participantes e na mobilização de apoios e patrocínios.

Nada foi deixado ao acaso, nem relegado para segundo plano. A segurança (que é algo que me chama sempre a atenção) foi assegurada ao pormenor: estradas cortadas, agentes de forças policiais num número incrível (não que os tenha contabilizado, mas mesmo assim, do que vi, leva-me a desconfiar que o baixo número de agentes de que tanto se fala não é a realidade deste meio e ainda bem!), bombeiros, carros de apoio, carros "médicos" devidamente identificados, escuteiros, bicicletas e motos com elementos de organização...em tudo se notava um extremo cuidado nas questões da segurança e do auxílio a quem necessitasse de cuidados imediatos.

Os abastecimentos funcionaram na perfeição. A indicação do percurso era clara, delimitada por grades, orientada por escuteiros, agentes de segurança e elementos da organização. Os quilómetros estavam assinalados de forma bem visível.

O percurso é bonito pelas ruas de Almeirim, seguindo depois (a prova principal) em direcção a Alpiarça e regressando pela estrada Nacional nº 118. A Mini acompanha a prova da Meia Maratona nos seus primeiros 5 Km, sendo depois desviada para a entrega do respectivo dorsal e recolha do saco recheado de lembranças , enquanto os outros atletas passam o primeiro controle.

Stands de artigos desportivos, o tradicional frade da lenda da Sopa da Pedra e seus "confrades" ajudam a criar uma atmosfera única junto à zona da Meta. Bancadas colocadas estrategicamente permitiam uma boa acomodação a convidados e acompanhantes.

No final do esforço, os duches colocados à disposição no Pavilhão Municipal, refrescaram o corpo enquanto o espírito saboreava por antecipação a fabulosa sopa da pedra servida no recinto mesmo ao lado. Terminada a "festa do desporto" começava a "festa gastronómica"  e o convívio popular.

Também aqui, a organização continuava a superar as expectativas. Nada faltou. A abundância saciou estômagos famintos e bocas sequiosas: sumos, água, vinho, sopa e pão. Tudo servido com a máxima higiene e com um sabor...bem, a sopa estava de tal maneira saborosa que não exagero se disser que foi a melhor sopa da pedra que comi na vida! Só não encontrei a pedra...parece que passou a fazer parte da lenda...

E olhem que não corri muito para a merecer. Apenas 5 Km, oficialmente, num tempo que rondou os 31 minutos.

Corri mais um pouquinho para acompanhar um amigo no final da Meia Maratona e recebi tantas palmas das gentes que teimavam em não abandonar as ruas, apesar do sol declinar no horizonte que quase me convenci que os 5 Km se tinham transformado numa distância quase mítica...

 

Um pequeno reparo para nós, participantes...

img147/6382/dscn1554fa8.jpg

(esta foi a mesa de um grupo ao nosso lado)

 

img147/9014/dscn1555ca7.jpg

outra mesa: cadeiras empilhadas e os desperdícios ensacados no contentor...e não custou nada

 

Algumas fotos:

 

img412/1128/dscn1522oo8.jpg

 

img412/7954/dscn1523ym8.jpg

a caminho do final

 

img252/5569/dscn1531ci3.jpg

um dos "carros médicos"

 

img412/9185/dscn1530mi8.jpg

a "chefinha" na recolha das tampinhas

 


mais sobre mim
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
29
30
31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO