existe sempre alguém ...passo e fico como o universo...
21
Set 10
publicado por alemvirtual, às 22:37link do post | comentar | ver comentários (4)

Por uma causa que não pode parar...

 

(Por causa da Estrelinha Azul, tenho conhecido muitas pessoas. "Conheci" um jovem de 19 anos com um enorme coração. O relato que se segue é seu. Incentivei-o a contar. Guimarães, não foi só berço de Portugal. Acalentou no Domingo, uma outra causa. Uma outra identidade e, em jeito de corrida, abraçou uma causa que não pode parar...)

  

Diogo Alves vive em Serzedelo (Guimarães) e estuda comunicação, Marketing, Relações Publicas e Publicidade  na escola profissional Cisave

  

Guimarães a correr!

 

 

Decorreu neste domingo, dia 19 de Setembro de 2010, a IV Mini Maratona em Guimarães a favor da paralisia cerebral que contou com cerca de 3.000 numa iniciativa elaborada pela APCG (Associação de Paralisia Cerebral de Guimarães).

A partida das actividades, marcada para as 9 horas e 30 minutos, começou com um aquecimento com cerca de 20 minutos, feito pelo ginásio VIVA FIT.

Às 10 horas, deu-se então inicio a IV Mini Maratona… 12 km separavam o campo de S.Mamede (local da Partida) do complexo desportivo Gémeos Castro (Local de Chegada).

A prova passou por algumas das zonas mais emblemáticas da cidade de Guimarães, como o largo da Mumadona, o centro histórico e o Estádio do Vitória D. Afonso Henriques.

A par da mini maratona, realizou-se também uma caminhada com cerca de 7 km de extensão, que tinha os mesmos pontos de partida e de chegada.

A maratona deu-se por terminada por volta das 11 horas, minutos depois, surge o pelotão que fazia a caminhada, sempre com a alegria e um pensamento de um objectivo concluído com êxito. Foram cerca de 3.000 pessoas que correram e caminharam pela mesma causa.

 

 

As bancadas da pista de atletismo Gémeos Castro ficaram lotadas após a caminhada, para presentear, aquele que seria um dos momentos mais altos da manhã, a corrida, de apenas uma volta a pista de atletismo, para aqueles que, infelizmente, andam de cadeira de rodas.

Em apenas uma volta, a plateia arrecadou varias fortes e merecidas salva de palmas para estes heróis, que mereceram também o se o lugar ou o ganhar, interessa participar.” Palavras ditas pelo comentador desta “corrida”.

Antes da entrega dos prémios, tempo para o vice-presidente da APCG, Américo Correia usar da palavra, num discurso em que agradece aos patrocinadores, e aos atletas. “ Para o ano espero que esta moldura humana, volte a aparecer”, palavras ditas pelo vice-presidente da APCG, Américo Correia. Numa prova em que o número de participantes tem vindo a aumentar de ano para ano.

 

  Diogo Manuel Alves

  

  

  

  

 

  

  

  

  

  

  

  

  

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

19 de Setembro de 2010

 

 


mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
14
15
16
17
18

20
22
23
24
25

27
28
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO