existe sempre alguém ...passo e fico como o universo...
09
Mai 10
publicado por alemvirtual, às 19:08link do post

9 de Maio de 2010; 10.30 horas - Coruche - DISTÂNCIA 10 km (e ainda a Corrida da família, 2,5 km)

 

ORGANIZAÇÃO: Câmara Municipal de Coruche

 

Porque há datas que importam não lembrar, creio que a mente arranja mecanismos de auto-defesa. Quase chega ao limite do suportável...Quando essa "linha de chegada" se aproxima, qualquer coisa acontece, impedindo a loucura do sofrimento, ou o sofrimento da loucura. Não sei, nem importa. Mesmo não querendo lembrar, é impossível esquecer...mas passo ao lado desse dia e "corro" para o refúgio que é a própria corrida.

 

 

Sigo a Rota do Vinho do Ribatejo. Preferia chamar-lhe Rota das Vinhas, pois são vinhas que me acompanham. Não as da "ira" ("Vinhas da Ira" de Jonh Steinbeck). Essas são outras. Estas são vinhas que acordam para a vida depois de um longo Inverno. São "outras" vinhas. Porém... talvez o mesmo acordar.

 

O meu pequeno país é uma enorme manta de retalhos e retalhos de saberes, de cores e de sabores.

 

Passo pela Golegã, Alpiarça, Almeirim e entro numa estrada belíssima ladeada de pinheiros, sobreiros, fontes, lagoas e açudes...Raposa...Coruche. Local de destino.

Neste percurso encontro vários grupos de peregrinos. À frente de cada um deles, uma enorme cruz enfeitada de flores...nas bermas ou em marcha lenta carros de apoio com a identificação "Apoio aos Peregrinos". Vejo um carro da TVI que acompanha um desses grupos. Cruzo-me à ida e à vinda. Emociono-me. Também eu sou peregrina. É uma peregrinação que tem um cariz diferente. Mais disfarçada em corrida...Tal como eles, sigo em frente com coragem. Dói a alma. O "carro de apoio" tem outra legenda: "Clube de Atletismo do Sargento da Armada"...

 

Coruche continua com campos de arroz, com ninhos de cegonha, com "pontes" para atravessar...Voltar atrás vinte anos...Quando o arroz era mais doce. As cegonhas sinal de esperança e as pontes, pontes de afecto...

 

Chuva e sol. Abraços e sorrisos. Este é o mundo, de hoje, ao qual ainda pertenço.

 

Trago no olhar as cores dos campos em flor. Trago no coração muitos nomes coloridos. Trago no corpo a sensação de estar viva que o cansaço me dá.

 

Corri em 56 min 11 seg (no meu cronómetro) os 10 Km de prova. Ofereceram-me uma medalha que diz 7ª Classificada. Vet 2.

 

O logótipo desta prova foi excelentemente escolhido, na minha opinião...o "rasto" de uma sapatilha...São estes "passos" que marcam o "rasto" da vida...

 

 

Gostei da prova, da simplicidade, da organização e da possibilidade de existir paralelamente uma prova de 2,5Km, sugestivamente, denominada "Corrida da Família".

 

 


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
22

23
25
26
27
28
29

30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO