existe sempre alguém ...passo e fico como o universo...
29
Set 10
publicado por alemvirtual, às 00:50link do post
 
Sem palavras. Sem comentário. Quis pôr o "vídeo" caseiro, que nasceu do meu fraco pc do programa e.escola. Este foi o vídeo apresentado no dia 30 de Agosto em Constância.
reparei que não tem som o vídeo; são duas canções (significativas para nós) que estão na base da transição das imagens: 1ª - She; 2ª Amigos para Sempre
(hoje, 29 de Setembro, enviaram-me este link   http://omeudiariodaleitura.blogspot.com/ ;
No mundo virtual, em certos blogs (até nos meus), existem pretensas pessoas, "amigas e conhecedoras" , com veleidade em emitir juízos de valor sobre mim, os meus gestos, os meus sentimentos. Foi a propósito desse "apontar de dedo", para contrapor essa negatividade, que me enviaram aquele endereço. Obrigada.
Ou... obrigada a todos os que referem a Margaret. Mesmo aos que, para falarem dela, me condenam a mim. Como sempre disse, é a sua coragem a mensagem a passar. O resto, pouco ou nada importa)

Ana Paula

Um dia, num fórum, escrevi que era contra-natura um filho partir antes dos pais.

A tua Estrela Azul partiu, é maior a dor que se sente pois nunca isso deveria acontecer. Podem dizer que é a vida mas nunca o coração de Mãe e de um Pai se conformam, é contra-natura, não faz sentido.

Que a Estrela Azul continue a brilhar dentro do teu coração e no dos que a amaram.

Até breve.
Mário Lima a 30 de Setembro de 2010 às 14:37

Respondo pouco (ultimamente) aos comentários, pois não quero que pensem que "alimento" conversa (no blog) com o pretexto de divulgar o nome da minha filha. Porém, não posso deixar passar a referência do Mário, porque (talvez) existam coisas que não se sabem e outros pais a precisar de ajuda.
Um dia, ouvi um especialista em "processos de luto" dizer que, a perda de um filho é tão contra-natura e "tabu" pela dor na sociedade que nem existe um vocábulo que o signifique. Existe "órfão" para a perda de um (ou ambos) os pais - sei do que falo porque perdi o meu, tinha feito 11 anos há um mês. existe viúvo/a para o marido/mulher (não sei, mas a minha mãe passou pela morte dos seus dois maridos. O seu 1º marido, aos 29 anos e o meu pai, aos 40 anos dele e 52 dela.
Nao existe uma palavra que signifique a perda de um filho.
Não existem palavras que deixem perceber aos outros o que é. (quando dizem, solidariamente, "imagino", é falso. Não se imagina, apenas passando pelo mesmo)
Mas existem grupos de apoio. Existem grupos de ajuda e partilha de pais e mães que passaram por isto. Cada um faz o seu próprio luto. É um processo mais ou menos imediato à "partida"; alguns recusam aceitar e iniciam-no mais tarde; cada um procura ao seu modo "escapes" ou integrar a dura realidade. Outros nunca aceitam; outros ainda oscilam entre este estado de "loucura" ou alienação e a razão que os impele a agir...
É saudável chorar. Sentir a dor...

É contra-natura, mas procurar "refúgios" pode fazer a diferença entre ir vivendo e enterrarmo-nos também em vida. Por isso temos de "deixa-los partir". Eu ainda não consegui. Quem ler e souber do que falo, compreende.
Que a vida volte a fazer sentido? Não creio. Nunca mais. Mas...

Obrigada por me ter dado oportunidade de falar sobre...

http://www.facebook.com/pages/PAIS-E-MAES-EM-LUTO-DE-PORTUGAL/144922162188645#!/album.php?profile=1&id=144922162188645

ou

http://sentirluto.blogs.sapo.pt/


ou

http://www.anossaancora.org/

ou

http://educaremportugues.blogspot.com/2010/02/o-luto-dos-pais-por-ana-granja.html


ou outros...

(há muitos filhos, muitos pais e muito luto por fazer; cada um a seu modo...)
alemvirtual a 30 de Setembro de 2010 às 19:46

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
14
15
16
17
18

20
22
23
24
25

27
28
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO