existe sempre alguém ...passo e fico como o universo...
10
Set 14
publicado por alemvirtual, às 22:29link do post

A chuva chegou. Não branda como morrinha, nem suave como cacimba quando o Tejo se perde em brumas sem cor. Os novelos arredondados e escuros, que pairavam altaneiros até onde os olhos alcançam, desfizeram-se em chuva. Como fenda em muralha num crescente de evasão arenosa.

A chuva chegou. Logo, assim, sem avisar. Intensa e intempestiva. Bátegas grossas fustigaram as ruas da cidade e os campos em redor. O dia adquiriu aquele tom cinzento escuro, como se o sol já não fizesse parte do meu mundo.

A chuva chegou. Empapou os trilhos e encheu poças. A chuva chegou e eu fiquei feliz. Eu e os pardais que vêm beber aos charcos. Chlireiam e agitam-se em danças saltitantes. Como eu. Como o treino iniciado numa réstia de luz e terminado noite escura, sem estrelas,nem archotes celestes.

Sentia o bafo quente e húmido da Terra como se ela e eu transpirássemos em uníssono. A Terra sequiosa da água bendita e eu desejosa de bendizer alto, gritar bem alto, a felicidade de uns passos de corrida.

Choveu. Corri. Estive feliz. Hoje sinto-me leve e solta. Quem sabe, amanhã poderei ser mais um pardalito saltitante...

 

(O ritmo? Pois... entre os 5´10; 5´30. Abaixo dos 5´só mesmo curta duração. )

 

 

 

 

 

 

 


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO